Menu cultural | 20 de março de 2019 - 22:05

Autores queimadenses expõem obras na Feira do Livro

Baixada Fácil
Autores queimadenses expõem obras na Feira do Livro

A Feira do Livro está de volta à Praça Nossa Senhora da Conceição, no Centro de Queimados. Em sua terceira visita à cidade, o evento ocorre devido a uma parceria entre a Prefeitura - por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo - e a Associação Brasileira do Livro (ABL) até o dia 9 de abril. Na última edição, mais de 1200 exemplares foram vendidos.


Uma das novidades desta edição - que mantém os estandes funcionando de segunda a sexta de 8h a 19h e aos sábados de 8h a 15h e oferece livros a partir de R$1 - é o espaço reservado pela gestão municipal para a exposição de obras escritas por autores queimadenses. De acordo com o secretário da Pasta, Marcelo Lessa, a intenção é valorizar as produções locais e estimular o hábito da leitura na população.


“É algo que tentamos fazer há algum tempo e, felizmente, conseguimos. As inscrições estão abertas e até agora seis escritores da nossa terra nos procuraram para expor seus trabalhos aqui. Nossa intenção é realizar a feira também na Praça dos Eucaliptos o mais breve possível”, afirmou o gestor.


Espaço para serem ‘lidos’


Uma obra sobre perdas, homossexualidade, rejeição e laços familiares no cotidiano: “Órfãos de Pais Vivos” é uma criação da pedagoga Regina Goulart, que mesmo natural de Belo Horizonte, escolheu Queimados como lar em 1986 e desde então abraçou a cidade como sua.


“Meu livro trata de temas sensíveis às famílias e pretende contribuir para uma relação melhor dentro das casas. Gostaria que tanto pais como filhos o lessem e, por isso, é motivo de muita satisfação poder mostrá-lo aqui em praça pública com incentivo do município. Nos sentimos mais motivados diante da dificuldade que é produzir e publicar um livro”, afirmou a moradora do bairro Fanchem.


Já o historiador Nilson Henrique é o responsável pelo título Queimados - Imagens de uma Cidade em Construção, que reúne em raras fotografias a trajetória do município desde o período colonial até a emancipação.


“É muito positivo essa atitude de dar visibilidade aos artistas locais, porque só quem passa pelo processo editorial sabe da luta que é. Temos escritores independentes que merecem ter suas obras lidas pelo maior número de pessoas e expondo na Feira temos mais acesso ao público”, declarou o educador declarou que vive no bairro Pacaembu.


Além dos dois autores, têm livros expostos no local dos seguintes escritores: Antonio Nomeriano (Bouganvillea), Veronica da Cunha (Coração em Palavras), Caio Souza (Verdadeiros Corações) e Ana Beatriz Fidelis (Alice).


Os interessados em mostrar suas criações literárias na Feira podem se inscrever até o dia 9 de abril. Basta comparecer à SEMUCTUR (Rua Macaé, 430, São Roque, Queimados - 2665-1541) de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, com RG, comprovante de residência e três exemplares do livro.