Saúde | 06 de setembro de 2013 - 23:27

Duque de Caxias recebe profissionais do programa Mais Médicos

Baixada Fácil
Duque de Caxias recebe profissionais do programa Mais Médicos

Com o objetivo de reforçar o atendimento na saúde pública do município, a prefeitura de Duque de Caxias recebeu os primeiros profissionais do programa Mais Médicos, do governo federal. Dos 15 aguardados inicialmente, seis se apresentaram no Hospital Municipal Dr. Moacyr Rodrigues do Carmo. Os médicos trabalharão principalmente nas unidades do Programa de Estratégia de Saúde da Família (ESF), ampliando a cobertura no atendimento à população.

De acordo com a gestora do programa na cidade, Márcia Caputo, o objetivo é incluir  os novos médicos  no  Programa de Estratégia de Saúde da Família (ESF) para alavancar a cobertura  e chegar até 70% até o final de 2016. “Com a chegada destes médicos conseguiremos ampliar a rede de atendimento do ESF. Alguns médicos devem trabalhar no Programa Saúde na Escola”, disse.

A Secretaria Municipal de Saúde disponibilizou 32 vagas para o Mais Médicos na cidade. Destas, 15 foram preenchidas por profissionais provenientes de diversas partes do Brasil e do exterior.  Segundo um levantamento da Secretaria, a maioria já reside no município ou em locais próximos. Wendel José Itigy de Paiva, por exemplo, é do interior de São Paulo, mas após concluir sua graduação em Duque de Caxias optou por continuar trabalhando na cidade. Para ele o programa pode dar certo, mas depende de investimentos federais nas áreas médicas e de infraestrutura. “A visão das pessoas mais carentes é a de que médico é sinônimo da saúde. Mas empregar o profissional apenas não resolve o problema da saúde. É preciso estruturar a saúde na base”, concluiu.

Mais Médicos

O Programa Mais Médicos faz parte de um pacto de melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde, que prevê investimentos em infraestrutura dos hospitais e unidades de saúde, além de levar mais médicos para regiões onde há escassez e ausência de profissionais. A iniciativa prevê também a expansão do número de vagas de medicina e de residência médica, além do aprimoramento da formação médica no Brasil.