Tecnologia | 17 de março de 2019 - 03:11

A interação de voz que torna os videogames mais humanos

Baixada Fácil
A interação de voz que torna os videogames mais humanos

A interação por voz com máquinas e aplicativos tem sido uma das tecnologias que mais chama a atenção de usuários e desenvolvedores em todo o mundo. Graças ao desenvolvimento criativo que os videogames permitem, parte dos avanços que existem na atualidade neste contexto abriram as portas para infinitas possibilidades no futuro.


Até poucos anos atrás, a simples ideia de incluir comandos de voz em um videogame era completamente irreal. Isso porque os produtores, após desenvolverem a história do jogo, constroem os cenários e produzem todos os gráficos do jogo. Além de gravar as vozes dos personagens do jogo em todos os idiomas em que isso seria publicado, teriam que incluir uma infinidade de palavras, frases e comandos por voz. Teriam também que adicionar as múltiplas variações fonéticas e contextuais que os gamers de cada um desses mercados poderiam usar, tornando-se uma tarefa quase impossível. No entanto, o uso de comandos de voz já teve alguns avanços que abriram as possibilidades de seu uso em um futuro muito próximo. Um dos melhores exemplos foi dentro do jogo Mass Effect 3, onde, aproveitando o microfone que incluía o sensor de movimento Kinect, os jogadores podiam dar ordens aos seus companheiros de equipe para vencer batalhas virtuais, tornando-o um dos melhores games para Xbox 360 de todos os tempos.


A partir daí, a interação de voz abriu as portas para novos horizontes. Um exemplo do potencial dessas possibilidades acontece dentro de cassinos online que oferecem seus jogos ao vivo, onde os crupiês estão por trás das câmeras e são direcionados aos jogadores de forma coloquial, para incentivar a interação nesse tipo de jogo. Embora atualmente os jogadores interajam com os crupiês através de botões que aparecem em sua tela, a possibilidade de implementar comandos de voz poderia melhorar uma experiência muito mais próxima de estar dentro de um cassinoem Las Vegas. Por seu turno, uma empresa que está desenvolvendo grandes avanços no contexto do uso de comandos de voz dentro de videogames, é a empresa de realidade virtual Oculus, que o Facebook adquiriu em 2014. Para a interface de suas lentes de realidade virtual Oculus Rift, a empresa integrou o uso de comandos de voz para navegação dentro do menu principal deste dispositivo, permitindo aos gamers navegar no amplo menu de jogos e aplicativos disponíveis, deixando de lado a opção anterior que exigia a navegação de todas as páginas do menu deste dispositivo, para poder localizar um jogo ou aplicativo específico. É através de pequenos avanços como estes que a possibilidade de encontrar jogos com uma integração de comandos por voz tão boa ou até melhor do que a encontrada nos assistentes pessoais disponíveis hoje, torna-se viável para o futuro próximo.


Comandos de voz e tecnologias que marcaram 2018


Sem dúvida, 2018 foi um ano que representou grandes avanços em tecnologia no mundo dos comandos de voz e videogames. Desde o lançamento do assistente pessoal Siri para dispositivos da Apple em outubro de 2011, o uso de comandos de voz se tornou muito popular em todo o mundo. Desta forma, a competição entre Apple, Google e Amazon para dominar o mercado de interação de voz tornou-se um campo de batalha de múltiplas frentes, que inclui assistentes pessoais dentro de smartphones e dispositivos inteligentes como televisores e alto-falantes que abrem a porta para um mundo interconectado. Um ponto fundamental para desenvolver os avanços acima mencionados no campo da interação de voz foram as tecnologias de cloud computing.


De fato, o cloud computing permite reduzir a necessidade de grandes equipamentos de hardware para armazenar e acessar informações. Isto quer dizer que dispositivos como os alto-falantes inteligentes comandados por voz podem se conectar à internet e interagir com outros dispositivos, tornando a Internet das Coisas algo comum para milhões de pessoas. É neste momento que a segurança se torna protagonista do uso de tecnologia e comandos de voz. Recursos como o Alexa Guard, a função do alto-falante inteligente Amazon Echo, permitem conectar os sistemas de segurança dentro de uma casa inteligente. Pela sua parte, o sistema Google Home também é um alto-falante conectado a internet que funciona como assistente pessoal e punto de control para os dispositivos inteligentes e a segurança da casa. Os avanços na tecnologia utilizados nesses alto-falantes, os seus comandos por voz e sua interconectividade com outros dispositivos, os tornam num importante recurso de segurança e uma dica para se proteger quando viajar, por exemplo. No entanto, o avanço da tecnologia não se detêm apenas aí, porque as próximas gerações de empreendedores estão aproveitando as múltiplas ferramentas que tem na atualidade. Através de projetos para novos empreendedores, mais pessoas podem aceder a uma educação empreendedora, e criar soluções para os atuais problemas de integração de comandos de voz nos videogames do futuro e muitas outras tecnologias da casa.


O uso atual de comandos de voz em diversos contextos ainda está em fases iniciais do seu desenvolvimento, no entanto, a voz pode ser a próxima tecnologia tão poderosa quanto o smartphone. Considerando o grande foco na segurança que está se trabalhando nesta tecnologia na atualidade, espera-se que proximamente qualquer dispositivo inteligente com um microfone e conexão à internet, seja o televisor, a geladeira ou um console de videogames pode controlar todos os seus sistemas de casa através da voz.